Manchetes

Para escrever seus Comentários, clique no título da Postagem. Paz e Bem!

terça-feira, 27 de abril de 2010

Oração diante do Crucifixo de São Damião (Comentário II)

Dando continuidade ao Comentário à Oração diante do Crucifxo de São Damião, iniciamos uma nova reflexão. A primeira, já aqui postada, pode ser lida em:

"Altíssimo glorioso Deus, iluminai as trevas do meu coração e dá-me fé reta, esperança certa e caridade perfeita, senso e conhecimento, Senhor, para que eu possa fazer o teu santo e veraz mandamento. Amém."


"Altissimo glorioso Dio, illumina le tenebre de lo core mio e dammi fede dritta, speranza certa e carità perffeta, senno et cognoscimento, Signore, che faccia lo tuo santo e verace commandamento. Amen."


O seráfico pai Francisco rezou esta oração diante da cruz de São Damião após ter recebido o encargo do Senhor “Francisco, vai e reconstrói a minha casa”. Estas informações são confirmadas por manuscritos bem antigos, os quais relatam ainda que, o Poverello havia rezado esta oração na língua popular, a língua do povo, e que posterior a este acontecimento esta oração se propagou entre o povo de Deus.

A mesma oração que São Francisco rezou após ter recebido do Senhor a sua missão, nós também hoje, podemos rezá-la. E, com toda certeza, irá nos animar, fortalecer e impulsionar a vivermos nossa vocação de Filhos de Deus!

Esta oração começa reconhecendo Deus como Altíssimo e Glorioso. De primeira vista aparenta certa soberania de Deus, como sendo Onipotente. Um altíssimo muito distante do ser humano, um Deus que está lá, muito acima da humanidade. Para um leitor despercebido compreenderia logo de início, que Deus pouco importa com o ser humano. No entanto, a cadência da oração e a experiência que Francisco vivencia apontam para outra direção.

Altíssimo, aqui deve ser entendido como aquele Deus, que é todo Amor, todo Bondade, que em sua plena divindade se faz Presença Ativa no meio da humanidade. Francisco reconhece que Deus está acima de tUdo e de qualquer coisa, ou situação. Assim como o primeiro mandamento: “Amar a Deus sobre todas as coisas”.

Glorioso, como aquele repleto de graça, de glória, o Sumo e Eterno Bem. Francisco, ao usar esta palavra, reconhece em Deus a fonte do Bem e da Bondade, reconhece e exalta a Glória de Deus. Glória aqui deve ser entendida diferente do usual atual, que relaciona glória com fama, mas sim, glorioso – glória enquanto aquele portador de uma infinita bondade, a qual só é ‘glorioso’ porque continuamente está em favor do outro, e não de si próprio. T

Continua...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...